• Um Sentido Para a Vida


    Um Sentido para a Vida

    Aprenda a descobrir seu propósito e definir sua missão de vida.


  • Negócio próprio



    Independência Financeira

    Um negócio na Internet é a melhor opção atualmente para adquirir liberdade e independência financeira.

O que você quer ser quando crescer?

Autor:

Adultos adoram fazer perguntas estúpidas para crianças para seu próprio entretenimento! Uma dessas perguntas é a famosa: “O que você quer ser quando crescer?”. Nós sabemos que a resposta será algo improvável – como astronauta ou estrela de cinema – ou até mesmo algo engraçado – como cortador de grama ou carteiro – e, então, […]

Adultos adoram fazer perguntas estúpidas para crianças para seu próprio entretenimento! Uma dessas perguntas é a famosa: “O que você quer ser quando crescer?”. Nós sabemos que a resposta será algo improvável – como astronauta ou estrela de cinema – ou até mesmo algo engraçado – como cortador de grama ou carteiro – e, então, usamos nossos adoráveis pequenos, nos aproveitando de sua inocência e limitações para darmos algumas risadas. Que feio!

Crianças nos dão essas respostas engraçadinhas e improváveis porque não compreendem ideologicamente o sentido de “futuro”. “O que você quer ser quando crescer?” é uma idéia tão abstrata para uma criança quanto a origem do universo ou a natureza do tempo e espaço é para nós adultos. Podemos ter nossas idéias particulares sobre esses assuntos, mas elas não passam de mera especulação.

O que você quer ser quando crescer?

Em algum ponto entre nossa infância e nossa maturidade, começamos a perceber que precisamos de um posicionamento pessoal sobre o futuro para não sermos considerados “esquisitos” ou “inadequados”. Começamos, então, a desenhar o futuro que desejamos, moldando-o de acordo com as expectativas externas sobre nós mesmos. Daí esquecemos que queríamos ser astronautas e começamos a dizer que queremos ser médicos, advogados, engenheiros ou arquitetos. Qualquer indecisão nessa área gera ansiedade e um senso de inadequação. Se não soubermos o que queremos ser, corremos o risco de não sermos nada. E aí, como ficamos?

Adolescentes entre 15 e 18 anos relatam que, dentre as diversas causas de sua inquietação, revolta e ansiedade, uma das maiores é a insegurança quanto ao futuro. E se eu escolher o curso superior errado? E se eu decidir não fazer curso superior? E se eu casar com a pessoa errada? E se eu for um fracasso na vida?

Apegamo-nos, então, aos nossos planos para o futuro como uma forma de reduzir a ansiedade e a inquietação (o senso de que não sabemos realmente o que o amanhã nos reserva). Quando temos planos, sentimos que, de certa forma, estamos no controle.

Esse controle, no entanto, é uma ilusão. Nós podemos ter sonhos, metas, planos e conseguir concretizá-los, mas se a razão por trás desses objetivos for uma necessidade de controle, não conseguiremos encontrar satisfação ao cruzar a linha de chegada. Por quê? Porque o motivo jamais foi vencer, mas, sim, controlar. Ao chegar onde queríamos, a sensação de insegurança e perda de controle começa a surgir novamente e novos planos devem ser feitos.

A criança diz que quer ser astronauta “quando crescer”, mas, na verdade, ela quer ser astronauta agora. Dentre todas as previsões que podemos fazer na vida, aquela que corremos o maior risco de errar feio é a de como seremos no futuro – em termos de vontades, preferências e necessidades. Nós somos como crianças quando falamos sobre nossos desejos futuros: o que nós dizemos que queremos para o futuro é o que queremos, na verdade, naquele momento. Nós fazemos suposições sobre como estaremos amanhã e quais serão nossas preferências, mas essas opiniões são apenas especulações vazias. Não raro, maldizemos a nós mesmos no passado pelas escolhas que fizemos porque não compreendemos como poderíamos ser daquela forma e ter feito tais escolhas. A pessoa que somos hoje é um estranho para a pessoa que fomos no passado e também para a pessoa que seremos no futuro.

Se não podemos prever se no futuro vamos gostar de ter realizado os objetivos que planejamos no presente, o que devemos fazer, então? Devemos simplesmente não planejar e viver à deriva?

Vamos discutir sobre esse assunto mais adiante. Por enquanto, reflita sobre como você lida com as suas expectativas e conquistas. Nem todos se enquadram na condição explicada neste artigo. Há diversos outros mecanismos que utilizamos para lidar com nossas expectativas com relação ao futuro. Conhecer seus mecanismos pessoais é um grande passo para começar a lidar mais proativamente com a própria vida.

Não deixe de registrar sua opinião e/ou perguntas na seção de comentários abaixo!

Gostou desse artigo? Mostre seu suporte compartilhando o artigo abaixo na midia social e deixando a sua opinião na seção de comentários.

Fran Christy é formada em administração de empresas com especialização em planejamento estratégico. Fran vive em Seattle, EUA, é fundadora do Excellence Studio e escreve sobre desenvolvimento pessoal, produtividade e estratégias de vida. Google +





Compartilhe sua opinião



29 Comentários para “O que você quer ser quando crescer?”
  1. Tânia

    Estar sempre conscientes, e como tal, quando no presente definimos os nossos objetivos devemos ter total desejo e satisfação em os conseguir. Para no futuro não nos arrependemos dos objetivos que planeámos é preciso praticar a visualização todos os dias, e mais do que isso é desenvolver muitas emoções positivas quer quando visualizámos quer quando estámos em ação. A chave é o desejo, a força interior inabalável que quer pôr o nosso corpo naquele sítio que tanto imaginámos e queremos, o mesmo sítio onde a nossa alma e a nossa mente já estão. É o sítio onde o objetivo está-se realizando.

  2. ana

    Estou gostando muito de poder ler seus artigos, com suas mensagens. Acrescenta sempre algo de bom em nossa vida.Obrigada.

  3. Reinaldo

    Não que eu discorde do texto,que inclusive é muito bem abordado. Mas tenho dois amigos de escola que são justamente o que planejaram ser quando crescerem.
    A diferença é que viveram intensamente seus desejos e, os realizaram dia a dia, passo a passo.
    Essa insegurança quanto ao futuro as temos porque deixamos-as para o futuro.
    Independente do que queremos ser, o momento é sempre o presente. Parabens

  4. Lucia

    Reinaldo: Eu acho que o ponto em que a autora está tocando é que atingir o que você deseja no futuro não oferece garantia nenhuma de satisfação pessoal, justamente o motivo pela qual estamos buscando realizar sonhos. Sim, as pessoas atingem sonhos, se tornam aquilo que queriam ser no passado, isso não significa que sejam realmente felizes e se forem, esta felicidade provavelmente está ligada a outros fatores, não ao fato de que a pessoa conseguiu atingir suas metas. Esta é a minha interpretação.

  5. Lucinete Santana de Araújo

    Adoro seus artigos e concordo com o texto diante da minha realidade que num passado não muito distante sonhei ser diferente da pessoa triste,sem perspectiva de vida e amarga que era.Achei difícil sair de onde estava, mais a força interior foi maior e hoje vejo os meus sonhos caminhando, retomei os estudos e aos 48 anos fui aprovada no vestibular de uma Universidade Federal, onde participo da vida estudantil como se fosse um joven qualquer em busca da realização dos seus objetivos.
    Posso afirmar que o que desejei pra mim, estou conquistando aos poucos e isso tem feito uma grande doferença na minha vida.
    Seus textos têm me motivado muito pra seguir em frente.
    Obrigada!!!!

  6. Ninguem tem o destino em suas maos . Nenhum ser animal humano tem o poder de planejar o futuro e a certeza da sua realizacao . Santo Agostinho -dizia “O passado e o presente .O presente e o presente E o futuro e o presente ”

    Se Deus for amavel com suas criaturas . Um dia entenderemos o sentido de estamos aqui .E que todas possiblidades sao possiveis . Com amor e humildade

  7. Roberto Correa

    Parabéns! Seus textos são excelentes e contribuem para uma profunda reflexão sobre o ontem, o hoje e o amanhã.

  8. Gostei do tema abordado, principalmente no que se refere a buscar o controle com seu plano futuro e assim acabar em um círculo vicioso de insatisfação, sempre buscando o controle. Tive a grata experiência de planejar meu futuro em minha puberdade. Eu sabia o que queria e tudo deu certo. Realizei tudo que planejei e quis. Obrigada!

  9. osmar

    Agradeço por estar recebendo tão boas informações que abrem-me os olhos.Voce se tornou uma profeta para mim.Muito obrigado.Mas como seguir um plano, quando alguém importante para voce, não acompanha,tenta impedir,ou deixa a gente confuso,indeciso, e com medo de dar errado?Inclusive até mesmo pondo em risco seu casamento?E voce não esta disposto e nem preparado para administrar uma crise como esta?Gostaria que me ajudassem com algum conselho ou opnião.

  10. Creio que quando nasçemos todos nós herdamos nossos talentos e ou habilidades naturais, pois em muitas delas nos destacamos e em outras nao por isso entendo que precisamos a cada um observarmos naquilo pelo qual nos destacamos muitos conseguem usar muito mais a capacidade mental racionalizaçao já outros muito mais a capacidade física e paciênciapara manusear determinados objetovs, acessórios, etc, porisso creio seja por aí para nos descobrirmos a vdr adiante nossos ideias.-

  11. Quintiliano

    Tenho 61 anos. Aos 33 anos, tomei um decisão e dei um rumo à minha vida. Houve planejamento, trabalho, investimento,dedicação,determinação,cansaço e sofrimento. Há três meses, terminei por realizar este projeto. A satisfação interior é estupenda e indescritível.
    Somos seres movidos por desejos, os quais passam a ser nosso estímulo(combustível) de vida.
    Tendo por base o que acabo de realizar, estou me lançando em outro projeto (de vida ) para os meus próximos 30 anos. – por isso estou aqui.

  12. José Aníbal Muchenga

    O tema é tão importante porque costuma se dizer o que pipino endereita-se enquanto ainda é pequeno assim como os nossos filhos devemos incutir neles ideias para começar a pensar no futuro por ex começar a escolher a sua profissão as vezes é bom nós como pais darmos um palpite isto é explicar o siguinificado de cada profissão é o que eu faço com os meus filhos um quer ser Florestal,outro,Contabilista, a ultima quer ser uma Médica tenho a certeza que cada um escolheu aquilo que é do seu gosto é motivo suficiente de estar estimulado.

  13. TATIANA

    Acredito que na maioria das vezes em que idealizamos um projeto, ou uma meta, não saberemos como ira repercurtir no futuro, pois no momento presente pode parecer o ideal, mas quando chegamos la na frente, podera nos parecer inadequado. Então devemos estar em constante aprendizado, e buscando novas metas e objetivos. E neste sentido o auto conhecimento é fundamental para que não percamos tanto tempo com confusão, ansiedade, indecisão, etc.

  14. Domingos Cahanda

    Todos nós, quando criancas, temos sempre um sonho do que seremos no futuro e normalmente isto tem a haver com algo que nos impressiona, tanto na vida real como em filmes ou telenovelas. Com o andar do tempo, a realidade mostra-se totalmente diferente e este sonho da nossa meninice tem que ser substituido por outro que se adeque a nossa realidade. É frustante, mas infelizmente nem todos os sonhos têm que ser concretizados e temos que ser capazes de nos adaptarmos ao meio envolvente para podermos ser uteis a sociedade e fazermos parte do seu desenvolvimento.

  15. Jussara

    Esse tema é oportuno sempre pois, não existe criança que não ouviu! o que você vai ser quando crecer?
    É fantástico o texto e as opiniões acima…Muito boa mesma, vem só a acrescentar…obrigada Jussara

  16. Izabel Cristina

    “Não sejamos leigos a respeito dos dons espirituais”.Então o seu dom está em motivar os outros fazendo esse despertar para a uma vida melhor.O mundo precisa de pessoas como voce que não enterra seus talentos.Escreve com a alma suscitando no outro o amor a racionalidade.Lamento viver numa sociedade tão exclusiva onde tantos não tem o acesso a leitua,escrita esses bens culturais tão necessários a humanidade.

  17. Graziela

    Lindos textos.

    Este nos faz pensar no que queremos e por que queremos. Mas também me fez refletir em como educamos nossos filhos. Geralmente a tendência é projetar neles a expectativa que projetaram em nós quando éramos criança. Isso é muito nocivo.

    Muitas vezes só se consegue uma plenitude, quando se quebra padrões.

  18. Acredito no presente, porem nao devemos deixar de planejar nosso futuro, tudo pode ser definido com um pensamento positivo, quando realmente quero algo eu vou em busca, porém demorei muito para aprender a viver o hoje.
    Parabéns pela matéria.

  19. Deborah

    Adoro quando abro meu e-mail e vejo artigos seus!Eles sempre acrescentam algo mais…porque neste mundo de hoje, as vezes me sinto um ET e como é bom saber que existem pessoas como você preocupada em passar coisas simples mas essênciais no que diz respeito a qualidade de vida. Pessoas preocupadas com o SER. Parabéns!!!

  20. Conceição

    Quero parabenizar pelos lindos artigos, os mesmos são ricos e profundos. Obrigada!

  21. Marcelo Williams

    Vivo esperando algo acontecer para começar a fazer o que preciso no meu presente. Algumas coisar em mim já mudaram para melhor, mais existe uma força incomensurável que nos retira do foco, obstaculiza pensamentos e ações. Enquanto isso vejo o agora escoando no ralo do tempo que passa, e você bem sabe, não volta mais…Abraços e parabéns pelo trabalho Fran.

  22. Valéria Torres

    Seus artigos são muito enriquecedores e de uma linguagem muito direta, de fácil entendimento. Aprendo muito e reflito bastante a respeito do que expõe. Parabéns!
    Marcelo (mens. acima) me sinto exatamente como vc esperando que algo me empurre, e o tempo passa rápido demais. Pretendo mudar, aprendendo o valor do hoje.
    Abraços.

  23. Denyse

    Acredito, que viver o presente da melhor maneira, e ter a certeza e boas recordações de um passado e o sucesso para o futuro.
    Mas eu tenho um problema com o tempo, sou ansiosa demais para curtir somente o presente. Me preocupo muito com o futuro.
    Mas a cada dia procuro melhorar.
    Felicidades a todos!

  24. Emerson

    Mais uma vez, venho agradecer todos os artigos que so vem agregar mais conhecimentos e fazem com que as pessoas reflitam mais um pouco sobre tudo.
    Obrigado

  25. Interessante o quanto os diferentes pontos de vistas acrescentam.
    De minha parte vejo muitas vezes problemas patológicos interferindo nessa fonte de vontade e realizações; No desejo.
    O que me intriga é saber até quando essas patologias, depressões, etc, servem para se defender de prováveis frustrações que a vida nos oferece a cada instante, nos erros de percurso; e até onde são realmente limitantes. Corre-se o risco de se achar que realizações materiais são únicos parâmetros de sucesso, enquanto ele depende é da capacidade de cada um.

  26. Rose Nunes

    O que eu quero ser quando crescer? Mas qdo vai ser isso? Outro dia me ocorreu que a idade adulta de uma espécie frequentemente corresponde à infância de outra( o que qualquer um que tenha um amigo de outra espécie, como um gato ou cãozinho sabe instintivamente). Por que só os humanos acham que qdo ficam adultos não tem mais nada de novo a aprender? Um poeta do sec XIX ( Robert Browning) disse sabiamente:
    “Envelheça comigo, o melhor ainda está por vir.”
    Acho que quero ser poeta, quando crescer.

  27. walter

    muito bom parabens.

Entre na conversa!

Para adicionar uma foto ou imagem ao seu comentário pegue um "gravatar", clique aqui, e preencha o e-mail em seu comentário usando o mesmo e-mail usado no site Gravatar.


Current day month ye@r *